quinta-feira, 19 de dezembro de 2019

Ernesto Guerra da Cal 6

Esfinge

Muito antes de sentir
nas narinas da alma
o aroma
íntimo
intenso
nocturno
feminino
da
magnólia indizível
do
teu
sexo

Muito antes de gostar
na língua da minha alma
o sabor
mel e leite
lírio e rosa
dos
biquinhos direitos
dos
teus
peitos
tive
o
pressentimento
do
teu
nu corpo infindo
e
das
vias sem termo
do
labirinto cego
da
tua
carne
isolada e deitada
no meio
do
deserto


"Ramalhete de Poemas Carnais", Ernesto Guerra da Cal

(Ernesto Guerra da Cal nasceu no dia 19 de Dezembro de 1911. Morreu em 1994.)

Sem comentários:

Publicar um comentário