domingo, 28 de abril de 2019

A guerra dos queijos (ou dos fromages, em francês)

Era um encontro previsto para ser diplomático e discutido em três sets: quando Mister Cheddar, pela Inglaterra, e Monsieur Camembert, pela França, reuniram em Sherwood, sob os auspícios do Robin dos Bosques e a bênção de Frei Tuck, tendo sobre a mesa, já naquele tempo, a delicada questão das quotas leiteiras. Estava tudo a correr bem, entre uísques e champanhes bem bebidos, mas era um cheiro a chulé que não se podia. Foi então que o inglês, já com um grãozinho na asa e uma mola de roupa no nariz, não aguentou mais e questionou o francês, com a ajuda do Carlos Fino, que fazia as traduções: - Porque é que o caro amigo (old chap, no original) não vai mas é lavar os pés no Sena?
E foi assim que começou a Guerra dos Cem Anos. Até hoje. 


P.S. - O textinho acima chamava-se "E assim começou a Guerra dos Cem Anos", quando o escrevi e publiquei no dia 6 de Janeiro de 2016. O DN informa hoje que a França, que insiste em chamar fromage a uma coisa que todos nós sabemos que é queijo, está em pé de guerra, mas civil, com camembert de um lado e roquefort do outro, e uma imensa terra de ninguém entre ambos por causa do pivete. Eu avisei, mas ninguém se me acredita nas metáforas.

Sem comentários:

Publicar um comentário