sexta-feira, 31 de março de 2017

Fermín Bouza 3

Diante do mar de Cambados

O canistrel de méstos lumiares
que na serã calada se derrama,
todo luz, todo ouro, todo flama,
enveja de sol-pores e de mares,

prelúdio é dos pálidos luares
com que na noite a praia se recama,
em tanto a onda em paxião ama e desama,
envolveita nas névoas tutelares…

Ria de Arousa, grávida de côres,
serêa dos atlânticos amores
que acarinhache a minha infância ingela,

fai-me un recanto no argacento colo,
um sártego onde durma ao teu arrolo
no mais esquivo côm da tua orela!


"Seitura", Fermín Bouza

(Fermín Bouza nasceu no dia 31 de Março de 1901. Morreu em 1973.)

Sem comentários:

Enviar um comentário