sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Sousa Caldas 2

Soneto

Oito anos apenas eu contava
Quando à fúria do mar, abandonando
A vida, em frágil lenho e demandando
Novos climas, da pátria me ausentava.


Desde então à tristeza começava
O tenro peito a ir acostumando;
E mais tirana sorte adivinhando,
Em lágrimas o pai e a mãe deixava.


Entre ferros, pobreza, enfermidade,
Eu vejo, ó céus! que dor! que iníqua sorte!
O começo da mais risonha idade.


A velhice cruel, (ó dura morte!)
Que faz tremer tão triste mocidade,
Para poupar-me descarrega o corte.


Sousa Caldas

(Sousa Caldas nasceu no dia 24 de Novembro de 1762. Morreu em 1814.)

Sem comentários:

Publicar um comentário