terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Augusto Fera 3

Logística

Não deixes o senhor bater tacão
Na rua do teu gesto de criado.
Não há pé que resista ao empedrado
Da cabeça que sabe dizer não.

Espalha os pregos de aço do teu não
De bico para o ar por todo o lado,
E nem com botifarras de soldado
As tuas hostes de aço pisarão.

O brando só acorda a luz do sol
Pondo o cigarro aceso no paiol
Que há na cave dos homens oprimidos.

Ninguém pode de si mesmo ser dono
Sem dizer muito próximo do trono
Um não que chegue a todos os ouvidos.


"Cruz de Chumbo e Outros Poemas", Augusto Fera

(Augusto Fera nasceu no dia 29 de Dezembro de 1939. Morreu em 2012.)

Sem comentários:

Publicar um comentário