quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Marcos Prado

Se o corpo abandonar minha alma

se o corpo abandonar minha alma 
não tenha de mim uma idéia falsa 
não chore, mantenha a calma 
estou morto por minha causa 


cuidado: assim como sua mala 
o meu caixão não terá alça


"O Livro de Poemas de Marcos Prado", Marcos Prado

(Marcos Prado nasceu no dia 15 de Dezembro de 1961. Morreu em 1996.)

Sem comentários:

Publicar um comentário