quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Galinhas e coelhos

Portugal trata mal as suas galinhas poedeiras e a Comissão Europeia caiu-lhe em cima com um processo. Levámos nós e mais doze países. Segundo Bruxelas, 47 milhões de galinhas na União Europeia - num total de 350 milhões - ainda estão confinadas a gaiolas demasiado pequenas que não lhes garantem "estruturas, tais como ninhos ou poleiros, que contribuam para que as aves vivam em condições menos cruéis".
Atenção, que isto é assunto sério. As normas europeias exigem que "todas as galinhas poedeiras sejam mantidas em 'gaiolas melhoradas', com mais espaço para fazer ninho, esgravatar e empoleirar-se, ou em sistemas alternativos". Estas gaiolas têm de prever, "para cada galinha, pelo menos 750 cm² de superfície da gaiola, um ninho, uma cama, poleiros e dispositivos adequados para desgastar as garras, que permitam às galinhas satisfazer as suas necessidades biológicas e comportamentais".
Está, portanto, a Comissão preocupada com o bem-estar das nossas galinhas? Pois diz que sim. Mas parece que o que verdadeiramente a incomoda é a existência de concorrência desleal entre os estados membros e distorções no mercado interno comunitário. Isto porque, alega Bruxelas, "os estados membros que ainda autorizam a utilização de gaiolas 'não melhoradas' colocam em desvantagem as empresas que investiram na conformidade com as novas medidas".
Pois. Afinal tem tudo a ver com dinheiro e não propriamente com os direitos dos galináceos. E só assim se compreende que a Comissão Europeia ainda não tenha tomado uma posição sobre o coelhocídio perpetrado sabe-se lá por quem no Parque da Cidade do Porto. Eu insisto na minha: ali houve massacre em massa. Ou, o que é ainda mais provável, em arrozada. E não descansarei enquanto não descobrir o que se passou. É a minha cruzada.

3 comentários:

  1. pois seu von dillinger com a seca que por ai vai
    seca de ideias e de razões
    as galinhas além de atrofiarem a musculatura e ficarem com as asinhas em mau estado...o que obriga a vender as frangas e galinholas em fim de produção em peças..asas perninhas...etc
    além disse reflete-se na proteína do ovinho e na porosidade da casca e salmoneloses associadas

    mas que se lixe até nos limpa a tripa de quando em vez..

    quanto à sua cuhecatombe num sei
    mas deve ter sido malta a reynar
    que aqui há mais fomeca e ninguém s'atira aos pombos como em 77 e 81

    logo...logos nada o pessoal do porto inté come tripas logo cuelhame com mixomatose deve ser petiscu

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar