domingo, 31 de dezembro de 2017

Junqueira Freire 2

Teus olhos

Que lindos olhos
Que estão em ti!
Tão lindos olhos
Eu nunca vi...

Pode haver belos
Mas não tais quais;
Não há no mundo
Quem tenha iguais.

São dois luzeiros,
São dois faróis:
Dois claros astros,
Dois vivos sóis.

Olhos que roubam
A luz de Deus:
Só estes olhos
Podem ser teus.

Olhos que falam
Ao coração:
Olhos que sabem
Dizer paixão.

Têm tal encanto
Os olhos teus!
- Quem pode mais?
Eles ou Deus?

"Poesias Completas", Junqueira Freire

(Junqueira Freire nasceu no dia 31 de Dezembro de 1832. Morreu em 1855.)

Sem comentários:

Publicar um comentário