domingo, 20 de setembro de 2015

E se o António e o Pedro fossem lamber sabão?

Havia o sabão azul, o sabão rosa e o sabão amarelo. O sabão azul era o sabão macaco, para lavar roupa de barba rija, o sabão rosa já naquele tempo era para peças mais delicadas e o sabão amarelo era para lavar as escadas e os soalhos, que, em muitas casas, depois seriam encerados. Para os ricos, havia também o sabão Clarim, que parecia uma barra de queijo e não faltou quem o comesse e cagasse bolhinhas, as famosas bolhinhas de sabão, que hoje em dia se fazem pela boca, basta ver os "debates" na televisão. Por falar em boca, havia também o sabão para lamber, que eu nunca soube de que cor era nem que sabor tinha, nem sequer se fazia bolhinhas, mas era o que a minha mãe me mandava fazer, "Vai lamber sabão", quando eu andava à roda dela a arengar conversa sem assunto.

Sem comentários:

Publicar um comentário