segunda-feira, 4 de julho de 2011

A meu é maior do que o teu

Os dois cromos do PS lá continuam entretidos a discutir entre si tudo o que não interessa ao País. E como se o País estivesse interessado em ouvir o que eles acham que têm para dizer. Aos socialistas, depois da merda que fizeram no poder e da sova que levaram nas eleições, a descida à oposição deveria impor-lhes um certo recato, uma espécie de período de nojo que nos ajudasse a esquecê-los por uns tempos. Mas não. Continuamos a levar com eles todos os dias, como se eles contassem para alguma coisa.
António José Seguro e Francisco Assis, que são gémeos mas não sabem, pretendem agora diferenciar-se um do outro pelo número de debates que cada um propõe com vista às eleições para o cargo de secretário-geral do PS, que, vá-se lá saber porquê, ambos querem abocanhar. Como se estivessem a jogar à moedinha, Tozé diz "três!", três-dabates-três. E Assis responde "seis!", no mínimo seis...
E eu digo "doze!", mas que os façam em casa um do outro, sem incomodar os vizinhos ou o País. E no fim digam o resultado, que a gente acredita.
É que, se lhes dermos corda, estes dois ainda vão acabar a discutir, em directo e horário nobre, o tamanho dos respectivos pririlaus.

Sem comentários:

Publicar um comentário