sexta-feira, 22 de março de 2019

Branca de Gonta Colaço

Naquela tarde em que nos encontrámos
"para o último adeus" - nas garras frias
do "desgosto sem fim" que sempre achamos
qualquer separação de poucos dias...

Tarde de amor em que nos apartámos,
presas das mais acerbas nostalgias,
- talvez porque os protestos que trocámos
valessem mil celestes alegrias -,

Houve um momento - foi um sonho de Arte!
em que um raio de sol veio beijar-te,
com tanto ardor, em rutilâncias tais,

Que eu fiquei muda, a olhar, num gozo infindo,
o beijo que te dava o sol tão lindo...
Mas o teu rosto alumiava mais...


Branca de Gonta Colaço

(Branca de Gonta Colaço nasceu no dia 8 de Julho de 1880. Morreu no dia 22 de Março de 1945.)

Sem comentários:

Publicar um comentário