sexta-feira, 20 de abril de 2018

Nunes Claro 2

Colaborou comigo a Primavera,
Em tudo quanto há tempos te escrevia,
E são da rosa, do lilás, da hera,
Muitos dos versos que te dei um dia.


No meio de uma rima mais severa,
Mais intensa, ou mais cheia de harmonia,
Eu, quantas vezes, me fiquei à espera,
A ver como é que o Sol a acabaria?


As imagens mais altas e formosas
São dele, e são dos lírios mais das rosas,
Da luz da hora toda, em que te vi;


De modo que este amor lindo e distante
Foi o Sol, que te amou por um instante,

O mês de Maio que gostou de ti.

Nunes Claro 

(Nunes Claro nasceu no dia 20 de Abril de 1878. Morreu em 1949.)  

Sem comentários:

Publicar um comentário