domingo, 26 de fevereiro de 2017

Roberto do Valle

É vaidade

volvo esquivo
e investigo
o suborno
da vaidade
durante o lance.
depois a fossa, a caixa
de ferramenta ouro antigo
como autonovela e cantos
de amargor, mas a frase cai
no chão como um trapo
depois dela proferida
depois da sub-ornamentação
e eu fico sozinho desnudado.
autonovela compacta termina
e resta uma como
lâmina nefasta.


"A Caneca", Roberto do Valle

(Roberto do Valle nasceu no dia 26 de Fevereiro de 1934. Morreu em 2011.)

Sem comentários:

Publicar um comentário