sábado, 25 de fevereiro de 2017

João Gaspar Simões

Em Juvenal, a inteligência dava-lhe para aquilo: para se negar, para se complicar, para se dissolver por dentro. Assim, inútil pensar em viver. Para viver há que fechar os olhos e parecer cego. Para amar também.

"Pântano", João Gaspar Simões

(João Gaspar Simões nasceu no dia 25 de Fevereiro de 1903. Morreu em 1987.)

Sem comentários:

Publicar um comentário