quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Corta mais que um canivete

Era uma modinha antiga, do tempo em que havia respeito, não sei quem a cantava e o refrão dizia assim:

Corta mais que um canivete,
oh! que língua tão comprida.
Ora mete, mete, mete
a língua na tua vida.

Leva-me, onda, que eu ajudo

Foto Hernâni Von Doellinger

Lyad de Almeida 4

Finados.
Sacrifício das flores
para embelezar a morte...


"Tankas e Haikais Selecionados", Lyad de Almeida

(Lyad de Almeida nasceu no dia 22 de Janeiro de 1922. Morreu em 2000.)

Interlúdio fotográfico 210

Foto Hernâni Von Doellinger

Aureliano Pereira 6

Cousas de vellos

Cada vés que vou ò monte
paso por diante a tua casa,
y-ainda me lembro d' as noites
de brétema ou de xeada,
que ch' iba cantar à porta
a copra d' o
tirinaina.
Y-ora rolóucame a risa
- e non rio por crianza -
cando n' a porta te vexo,
e 'n o sarego sentada
con un netiño 'n o colo
y-outro tirado 'n a lama.
E recordo cantas fixen
¡Dios que me deu! toleadas

por che falar unha miga
aló cand' o galo canta.
Casi se pode dicir
sin mentira ¡miña y-alma!
que c' os meus pasos abrin
a vereda d' a montana
e c' o rego dos meus ollos
medraron as espadanas.
Eu son abó, ti es abóa...
¡Xa che vai a conta larga!


Esto o tío Xan d' o Penedo
dixo à tía Pepa de Parga,
unha tardiña d' outono.
Despois, afalando as vacas,
votóuse pol-a vereda
levando diante a xugada
e dicindo dispaciño:
- Xa che vai a conta larga!...

¡Si m' acordo d' unha noite,
cando aló 'n a carballada
Ile din o pirmeiro bico!...
¡Ou, marela, condanada!...


"Cousas d'a Aldea: Versos Gallegos", Aureliano Pereira

(Aureliano Pereira nasceu no dia 22 de Janeiro de 1855. Morreu em 1906.)

Caminho 764

Foto Hernâni Von Doellinger

Lois Carré Alvarellos 3

[...] preto da roseira onde horas antes arrincara a frol, parouse, tratou de domiñal-a postura que prematuramente encollía seu corpo, e n’un arranque de carraxe, puxo fin á aquela vida que tanto lle costaba sôster.

"
Alevamento", Luís G. Vicencio

(Lois Carré Alvarellos, que também usou o pseudónimo de Luís G. Vicencio, nasceu no dia 22 de Janeiro de 1898. Morreu em 1965.)