segunda-feira, 25 de abril de 2016

José Ángel Valente 2

Escoita, mai, voltei.

Estou no adro
onde aquel día o grande corpo
de meu avó ficou.
Inda oio o pranto.


Voltei. Nunca partira.

Alongarme somente foi o xeito
de ficar para sempre.


"Cántigas de Alén", José Ángel Valente 

(José Ángel Valente nasceu no dia 25 de Abril de 1919. Morreu em 2000.)

Sem comentários:

Publicar um comentário