sábado, 30 de maio de 2015

Wenceslau de Moraes 3

Antigamente - e quem sabe se ainda hoje! - no seio do oceano era o reino faustoso dos dragões. Por longos anos, o senhor deste reino, o dragão real, viveu celibatário, numa existência descuidosa; e sabem só os deuses, e não nós, quantas noites de dissipação, em companhia de tartarugas e lagostas ligeiras de costumes, que lhe cantavam trovas ao som de shamicen e lhe iam servindo saké em ricas taças, ele passou em travessas intimidades amorosas!…
Verdores que passam breve. Um belo dia, resolveu casar-se o bom soberano. A jovem escolhida foi uma jovem dragoazita, dezasseis anos apenas, adorável, digna pelos seus mil encantos de ser a consorte feliz de tal senhor. Esplêndidas foram as bodas para essa ocasião, segundo consta: já sem falar na corte íntima, toda a bicharada aquática, peixes, mariscos, moluscos, todos vieram processionalmente em cardumes, em belos quimonos de sedas encarnadas, oferecer seus respeitos e presentes; e foram, durante longos dias, estupendos regabofes, em danças, em músicas, em banquetes…
Mas nem os dragões escapam às duras provações da existência! Ainda nem um mês se não passara, quando a augusta soberana caiu doente; e tais cuidados inspirou desde logo o seu estado, que era uma lástima observar as trombas compungidas dos fidalgos, comentando baixinho, em lamentações do seu ofício, o triste caso. Reuniram-se os doutores em conferência; falaram muito, discutiram muito, sem chegarem a acordo, como sempre sucede; consultaram-se abalizados alfarrábios de terapêutica; as barbatanas incansáveis rabiscaram um milhão de receitas milagrosas, e todas as tisanas se serviram. Baldado intento; a soberana extinguia-se; e afinal os focinhos dos sábios, num trejeito de piedade e desengano, tiveram de ser francos, de declarar que a ciência - já naquela época se enchia a boca com a ciência - que a ciência nada mais podia fazer, e que um angustioso desfecho era de esperar-se.

"O Pescador Hurashima", Wenceslau de Moraes

(Wenceslau de Moraes nasceu no dia 30 de Maio de 1854. Morreu em 1929.)

Sem comentários:

Publicar um comentário