quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Paulo Macedo: o homem, o ministro e a pasta

Falei uma vez com Paulo Macedo, actual ministro da Saúde, em curiosas circunstâncias que um dia poderei contar. Percebi-o um homem sério e íntegro, uma boa pessoa, no melhor que a estafada expressão pode ainda conter. Deram-lhe um ministério e uma missão. Uma missão que ele cumpre com o rigor e a competência que lhe são justa e sobejamente reconhecidos. Enganaram-se foi no ministério.

(Parte do texto Uma boa e má notícia, que escrevi e publiquei no dia 6 de Agosto de 2012, a propósito das conclusões de um animador estudo sobre os nossos hospitais. E confirma-se: Macedo é um homem certo, mas na pasta errada.)

Sem comentários:

Publicar um comentário