sábado, 28 de março de 2020

Serei o próprio?

O entregador de encomendas toca à porta, abro, bom-dia!, passa-me a caixa para as mãos e pergunta: - É o próprio?
- Da última vez que me vi ao espelho, sou! - respondo, com uma segurança já bem ensaiada e fingida.
Mas fico à rasca, na dúvida, e, depois de, obrigado!, com licença..., fechar a porta delicadamente, corro como um tolo para a casa de banho, exigindo mais provas ao espelho.

Sem comentários:

Publicar um comentário