sexta-feira, 30 de março de 2018

Silvestre Péricles de Góis Monteiro 3

A que não veio

Setembro. Nesta noite perfumada
espero-te. E não sei se vens, ao certo.
Pode ser que te percas pela estrada,
temerosa da chama que te oferto.


Neste leito - sozinho, inquieto. E cada
rumor que ouço, me torna mais desperto.
Ilusão... Não chegaste, minha amada,
nem me troxeste o níveo seio aberto.


Já se adelgaça a névoa dos caminhos.
Ante a luz matinal, que se anuncia,
há bulícios e músicas nos ninhos.


E eu, taciturno, mas, em ti pensando,
fecho os olhos cansados para o dia
como quem fica ainda te esperando.


Silvestre Péricles de Góis Monteiro 

(Silvestre Péricles de Góis Monteiro nasceu no dia 30 de Março 1896. Morreu em 1972.)

Sem comentários:

Publicar um comentário