quinta-feira, 31 de março de 2016

Afonso Celso 2

No baile

Ontem, ao contemplá-la decotada,
Ao primor do seu colo descoberto,
Senti-me tonto, da vertigem perto,
Fremente o pulso, a vista deslumbrada.

E, como em láctea fonte perfumada,
Sorvi-lhe sonhos mil no seio aberto,
Com a sede de um filho do deserto
Que encontre enfim a linfa suspirada.

Giram em derredor das níveas flores,
Sofregamente, insetos zumbidores...
- Meus desejos então foram assim...

Mas arredei os olhos, de repente,
Pois meu olhar podia, de tão quente,
Crestar-lhe a fina cútis de cetim!

"Poesias Escolhidas", Afonso Celso 

(Afonso Celso nasceu no dia 31 de Março de 1860. Morreu em 1938.)

Sem comentários:

Publicar um comentário