segunda-feira, 19 de novembro de 2018

Bernardo Santareno 3

[...] Por isto vos incito, a vós, portugueses - nobreza, clero e arraia-miúda; ricos e pobres; virtuosos e pecadores… até a vós, hereges desquitados! -, por isto vos rogo e forço a que, confiando, tenhais esperança. Sim, cristãos, confiai os vossos humanos negócios à magnanimidade de Sua Majestade; esperai a vossa eterna salvação da misericórdia e da justiça do Santo Ofício! E, desta sorte, achareis porto seguro. Guiados pelos dois providenciais Pastores a quem Nosso Senhor confiou o grosso rebanho do gado lusíada, um Real Administrador dos terrenos corpos, o outro Inquisitorial Guardião das imortais consciências, um e outro unidos em estreito abraço redentor, um e outro ajoelhados aos pés de Jesus Cristo [...], um e outro brandindo a espada da Justiça numa das mãos, e na outra o tenro ramo de oliveira… assim, sabiamente conduzidos, assim com muita caridade tosquiados, assim com eficácia provadíssima medicados contra as doenças da contradição, assim, em curto tempo, cantaremos o glorioso "Magnificat" que há-de celebrar a vinda ao mundo do Reino de Deus, o Reino de Deus em Portugal!!! [...]

"O Judeu", Bernardo Santareno

(Bernardo Santareno nasceu no dia 19 de Novembro de 1920. Morreu em 1980.)

Sem comentários:

Publicar um comentário