sexta-feira, 11 de março de 2016

Sebastião Alba

No meu país

No meu país
dardejado de sol e da caca dos gaios
só há estâncias
(de veraneio) na poesia.
Nossos lábios
a um metro e sessenta e tal
do chão amarelecido
dos símbolos
abrem para fora
por dois gomos de frio.
Nossos lábios outonais, digo,
outonais doze meses.
No entanto
à flor da possível
geografia
um frémito cinde
as estações do ano.

"O Ritmo do Presságio", Sebastião Alba

(Dinis Albano Carneiro Gonçalves, que usava o pseudónimo de Sebastião Alba, nasceu no dia 11 de Março de 1940. Morreu em 2000.)

Sem comentários:

Publicar um comentário