terça-feira, 17 de novembro de 2020

Sem papas na língua

Não tinha papas na língua. Realmente não. Já era maior e vacinado, e há muito que comia sólido. Mas tinha papos. Papos, sim. Andava constantemente a trincar-se... 

Sem comentários:

Publicar um comentário