domingo, 31 de março de 2019

Fermín Bouza Brey 5

Lectura autumnal

Na serã escalaçada
remanece o meu fastio
no azul dos tolhe-merendas
e no marelo dos vímbios.

Na brétema se arrandêa
meu coração esquencido,
mentras o orvalho destece
os contornos fugitivos.

Cando queiras podes vir,
feliz ensono perdido,
que a luz ja vai debecendo,
das mãos escorrega o livro
e na fiestra, embaçados,
choram docemente os vidros...


"Seitura", Fermín Bouza Brey

(Fermín Bouza Brey nasceu no dia 31 de Março de 1901. Morreu em 1973.)

Sem comentários:

Publicar um comentário