domingo, 29 de abril de 2018

Francisco Bandeira de Mello 2

A Murilo Mendes

Nos meus milhares de bolsos
eu tenho 203 candelabros
eu aceso eu sou uma multidão feérica
eu deitado sou o fantasma da loucura
e sempre diante da vida eu vivo fechado
para balanço.


Indiviso todas as conjuminâncias termonucleares
paro diante de uma sorveteria
ou de uma igreja presbítera
rezo um padre-nosso e tomo um sorvete de mangaba
às cinco em ponto abrirei a minha camisa esportiva
e recolherei as flores do aeroclube.
Agora, eu sou uma multidão férica.


 Francisco Bandeira de Mello

(Francisco Bandeira de Mello nasceu no dia 29 de Abril de 1936. Morreu em 2011.)

Sem comentários:

Publicar um comentário