quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Microcontos & outras miudezas 72

Algo de definitivo
Havia algo de definitivo no que ele dizia. Ele dizia: - Já não se fazem cigarros como antigamente...

Algo de nobre
Havia algo de nobre no que ele dizia. Ele dizia: - Salsichas...

Algo de puro
Havia algo de puro no que ele dizia. Ele dizia: - Partagás...

Por trás de um grande homem...
Por trás de um grande homem há sempre uma grande mulher, diz-se, e era isso que o incomodava. Media doismetrosevintesetecentímetros, há mais de trinta anos que estava em idade casadoira, rebentava de tesão, mas as coisas querem-se na medida certa - pensava. A ele convinha-lhe uma rapariga assim para o manejável, porque, diz-se também, a mulher é boa como a sardinha: pequenina. Até imaginava, gozoso, o retrato matrimonial em cima da cómoda do quarto, a sorte grande e a terminação. Lá o "por trás" era para o lado que ele dormia melhor...

Algo de entusiasmante
Havia algo de entusiasmante no que ele dizia. Ele dizia: - Eia!, ânimo!, bem!, bravo!, upa!, sus!, força!...

Algo de vigoroso
Havia algo de vigoroso no que ele dizia. Ele dizia: - Caralho!

Lembra-te, ó homem...
"Lembra-te, ó homem, que és pó e ao pó hás-de voltar", diz a Bíblia logo na terceira página, ainda as coisas estavam a compor-se. Convenhamos: a Bíblia não é lá muito inspiradora para os cocainómanos em recuperação...

Sem comentários:

Publicar um comentário