domingo, 18 de fevereiro de 2018

Lêdo Ivo 2

A escavadeira
 
Todo silêncio me incomoda.
Ele sempre omite alguma coisa:
uma traição tramada entre as glicínias
a explicação final sobre a existência ou a inexistência de Deus
o rumor dos ratos no entulho
o choque entre a hélice e o vento no aeroporto desativado.
Mas a manhã irrompe no canteiro de obras e ouço o barulho da escavadeira.
Os homens já acordaram e voltaram a construir e a destruir.
Vão fazer novas casas e novos túmulos.


Na manhã de sol o fusca pára no oitão do motel.
Mais uma vez pênis e vagina vão tentar entender-se
neste mundo de tantos descencontros.
A escavadeira escava e as esteiras avançam na cratera aberta como uma corola.
Visto pelo olhos sonolentos do trocador de ônibus que passa pela avenida

o mundo é uma representação.

"O Rumor da Noite", Lêdo Ivo

(Lêdo Ivo nasceu no dia 18 de Fevereiro de 1924. Morreu em 2012.)

Sem comentários:

Publicar um comentário