domingo, 26 de novembro de 2017

Álvaro Pacheco

Erótica 

uma vagina que seja o infinito:
uma boca
sorridente e fresca. Uma puta amorosa
sem recalques ou fome
e que esteja a qualquer hora
à espera do beijo mais brutal
e da recusa confortadora.

uma vagina que saiba
as contrações finais
do orgasmo perdido - e se imponha
a qualquer impotência ou embriaguez:
uma folha tenra
a se quebrar em minhas mãos
como uma inocência.


"Itinerários", Álvaro Pacheco 

(Álvaro Pacheco nasceu no dia 26 de Novembro de 1933)

Sem comentários:

Publicar um comentário