domingo, 17 de setembro de 2017

Agostinho Neto

Amanhecer

Há um sussuro morno
sobre a terra;
digladiam-se
luz e trevas
pela posse do Universo;
sente-se a existência
a penetrar-nos nas veias
vinda lá de fora
através da janela;


cresce a alegria na alma
a Vida murmura-nos doces fantasias.


Tangem sinos na madrugada
vai nascer o sol.


"Amanhecer", Agostinho Neto

(Agostinho Neto nasceu no dia 17 de Setembro de 1922. Morreu em 1979.)

Sem comentários:

Publicar um comentário