quinta-feira, 22 de junho de 2017

Microcontos & outras miudezas 43

Os meus três primeiros casamentos
Os meus três primeiros casamentos correram todos muito bem. Foram, por ordem de entrada, o casamento do meu padrinho e tio Mérico com a minha tia Laura, o casamento do meu tio Zé da Bomba com a minha tia Lena e o casamento da minha irmã Nanda com o meu cunhado Álvaro. Depois dos meus três primeiros casamentos, fui evidentemente a outros, incluindo ao meu, que também não desfazendo. E é a vida...

O caralho é o metro-padrão português
Contente como o caralho, rico como o caralho, bom como o caralho, gordo como o caralho, tolo como o caralho, distraído como o caralho, fodido como o caralho. O caralho é o termo de comparação que o português tem sempre à mão... ou na ponta da língua - consoante. É o nosso metro-padrão. E devia estar guardado no Arquivo Nacional da Torre do Tombo.

P.S. - Se não acharem bem, para mim é igual ao litro...

O penetra
Apareceram todos: o Sr. Moura, o Sr. Bragança, o Sr. Almeida, o Sr. Maia, o Sr. Castelo Branco, o Sr. Guimarães, o Sr. Paredes, o Sr. Abrantes, o Sr. Monchique, o Sr. Évora, o Sr. Braga, o Sr. Lamego, o Sr. Leiria, o Sr. Almada, o Sr. Viana e o Sr. Baião. Eram um grupo bastante homogéneo e deveras representativo. Inesperadamente apareceu também o Sr. Antunes. É preciso ter lata...

A toda a parte chegam os vampiros
Metido sorrateiramente na caixa de correio da porta de casa, um prospectozinho 21x10 em couchê fatela escrito dum lado só. Pergunta, em letras garrafais, vermelhas, "Precisa de dinheiro?" e, ainda enorme mas a preto, "Tem imóvel?"... E passa a explicar, em caracteres mais recatados: "Mesmo com penhoras, dívidas fiscais ou problemas bancários, temos a solução! Contacte-nos. Resolvemos em 48 horas. Análise gratuita". Seguem-se dois números de telemóvel, e mais nada. Ainda há gente boa, graças a Deus...

P.S. - Para ouvir, Zeca Afonso.

Um quarto para as dez
Faltava um quarto para as dez. Mais exactamente, uma camarata...

Palavrosismo
- Espero e desejo?
- Sim. E faço votos e é o que lhe estimo...

De longa data
Vinte e quatro de Novembro de mil novecentos e cinquenta e quatro.

Com papas e bolos
- O senhor é um bocado mentiroso, não é?
- Minto com quantos dentes tenho...
- E são assim tantos?...

Deplorável
- Lastimável ou lamentável?
- Plangente...

Sem comentários:

Publicar um comentário