terça-feira, 18 de abril de 2017

Augusto Frederico Schmidt

Vazio

A poesia fugiu do mundo.
O amor fugiu do mundo -
Restam somente as casas,
Os bondes, os automóveis, as pessoas,
Os fios telegráficos estendidos,
No céu os anúncios luminosos.

A poesia fugiu do mundo.
O amor fugiu do mundo -
Restam somente os homens,
Pequeninos, apressados, egoístas e inúteis.
Resta a vida que é preciso viver.
Resta a volúpia que é preciso matar.
Resta a necessidade de poesia, que é preciso contentar.


"Canto da Noite", Augusto Frederico Schmidt

(Augusto Frederico Schmidt nasceu no dia 18 de Abril de 1906. Morreu em 1965.)

Sem comentários:

Publicar um comentário