quarta-feira, 22 de março de 2017

Cabral do Nascimento

Redondilha

Sobre os rios e ribeiros
Que por esses vales vão,
Pus um barco de papel.
Os desejos vogam nele,
Que as palavras essas não.


E quando as águas encontram
As suas irmãs do mar
E se misturam, aos beijos,
Vão para o fundo os desejos
As penas sobem ao ar.


Desejo, dor e saudade
São companheiros. Depois
Morre primeiro o primeiro,
Ainda ás vezes solteiro,
Ficam só os outros dois.


"Cancioneiro", Cabral do Nascimento

(Cabral do Nascimento nasceu no dia 22 de Março de 1897. Morreu em 1978.)

Sem comentários:

Publicar um comentário