domingo, 29 de janeiro de 2017

Xosé Fernández Ferreiro 2

O río nunca se irá de aquí. El non emigrará, como emigra a xente. O río é como a terra, coma as viñas, coma a fraga, coma o val: sempre estará aí.. Sempre serán igual. Eu si que me irei. Eu e mais tí. Peor o río non. 

"Morrer en Castrelo do Miño",  Xosé Fernández Ferreiro 

(Xosé Fernández Ferreiro nasceu no dia 29 de Janeiro de 1931. Morreu em 2015.)

Sem comentários:

Publicar um comentário