sábado, 19 de novembro de 2016

Bernardo Santareno

Um perfil quase um retrato

O teu perfil deslumbrado
por um halo de fogo vivo...
O teu perfil mergulhado
na noite sem fundo antiga!

Oculta estrela vislumbra-se
no sítio dos teus lábios...
Da tua cinta corre um fumo
de galopes e sangue queimado...

Dos gestos teus ficam cobras
de lume e vento azul...
A tua voz, no ar, abre covas
onde o medo se esconde rosa...

E à tua volta o mundo estranho
- as pedras, as aves, as flores... -
são simples esboços de desenho,
um caos de linhas e de cores!


"Os Olhos da Víbora", Bernardo Santareno

(António Martinho do Rosário, que se chamou literariamente Bernardo Santareno, nasceu no dia 19 de Novembro de 1920. Morreu em 1980.)

Sem comentários:

Publicar um comentário