domingo, 23 de outubro de 2016

Firmino Rodrigues da Silva

Nénia

Niterói, Niterói, que é do sorriso
Donoso de ventura que teus lábios
Outrora enfeitiçava? Cor de jambo
Pelo sol destes céus enrubescido
Já não são tuas faces; nem teus olhos
Lampejam de alegria. - Que é da coroa
De madressilva, de cecéns e rosas,
Que a fronte engrinaldava? - Ei-la de rojo
Trespassada de pranto, e as flores murchas
Mirradas pelo sopro do infortúnio. 
De teus formosos olhos se desatam
Dois arroios de lágrimas; - tu choras,
Desventurada mãe, a perda infausta
Do filho teu amado; e que outro filho
Mais sincero chorar há merecido?!
[...]

Firmino Rodrigues da Silva

(Firmino Rodrigues da Silva nasceu no dia 23 de Outubro de 1816. Morreu em 1879.)

Sem comentários:

Publicar um comentário