segunda-feira, 9 de maio de 2016

O jeito que me faz o Armand Assante

Eu tenho um querido amigo de infância que se chama... que se chama... coiso. Tenho também este pequeno problema, nunca me lembro do nome do meu querido amigo de infância. Então inventei o seguinte truque de memória, que me tem ajudado imenso: quando quero falar com ou do meu querido amigo de infância, penso no Assante. Sim, no actor americano Armand Assante. Estão a ver? Armand, tão quase igual ao portuguesíssimo Armando. Por exemplo, de Armando Baptista-Bastos. E pronto, já descobriram e não era difícil: o meu querido amigo de infância chama-se evidentemente Armindo. Armindo.

Sem comentários:

Publicar um comentário