sábado, 30 de abril de 2016

Paulo Varela Gomes (1952-2016)

As ilhas, sussurra para si mesma Anna W. com a alma cheia de culpa e de impotência, as ilhas são os lugares dos obsessivos e dos obstinados, sítios onde voltam a germinar manias mortas como líquenes em pátios onde não bate o sol. Nas ilhas há horizonte mas não há saída.

"Passos Perdidos", Paulo Varela Gomes

Sem comentários:

Publicar um comentário