quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Múcio Leão

Os países inexistentes

- Queres partir comigo para países muito distantes,
Para países que dormem,
Embalados por oceanos que ninguém conhece?


Oh! Vamos juntos! Vamos partir para esses meus
mundos misteriosos!
Levar-te-ei a planícies brancas, cobertas de neve
como as do Alaska.
Verás que há na altura um sol gelado, envolto na poeira
nívea da neve.
E verás que um vento - um vento que uiva nos montes alvos -
Vem beijar teus cabelos cheirosos.


Levar-te-ei a montanhas encantadas, onde habitam
dragões de olhos de fogo.
Verás que no céu as estrelas se desfazem,
Mandando raios doirados coroarem tua fronte serena.
Levar-te-ei às ilhas paradisíacas,
Que estão dormindo no ritmo das ondas mansas.
Lá as árvores dormindo no ritmo das ondas mansas.
Lá as árvores cheias de sombras são feitas de humanas ternuras
E os pássaros que cantam têm uma voz límpida como violinos.


Levar-te-ei a esses mundos estranhos,
A esses mundos formosos que nunca ninguém viu.


E tu hás de repousar a cabeça no meu peito,
Deslumbrada pelos meus países inexistentes.


Múcio Leão

(Múcio Leão nasceu no dia 17 de Fevereiro de 1898. Morreu em 1969.)

Sem comentários:

Publicar um comentário