terça-feira, 9 de setembro de 2014

António Sardinha

Velho motivo

Soneto de Jacob, pastor antigo,
- soneto de Raquel, serrana bela...

Oh! quantas vezes o relembro e digo,
pensando em ti, como se foras Ela!

O que eu servira para viver contigo,
- tão doce, tão airosa e tão singela!
Assim, distante do teu rosto amigo,
em torturar-me a ausência se desvela!

E vou sofrendo a minha pena amarga,
- pena que não me deixa nem me larga,
bem mais cruel que a de Jacob pastor!

Raquel não era dele, e sempre a via,
enquanto que eu não vejo, noite e dia,
aquela que me tem por seu senhor!


"Chuva da Tarde", António Sardinha

(António Sardinha nasceu no dia 9 de Setembro de 1887. Morreu em 1925.)

Sem comentários:

Publicar um comentário