sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Vem de carrinho o Banco de Portugal

Afinal, parece que o Banco de Portugal está disposto a suspender os subsídios de Natal e Férias aos seus trabalhadores. Uma intenção manifestada esta noite e com um grande sentido de oportunidade. Pela manhã, o jornal i noticiava que o nosso banco central gastou mais de cinco mil euros para comprar um carrinho de golfe, em Setembro de 2010, já Carlos Costa era o governador.
Isso é um assunto. Outro é este: o corte dos subsídios de Natal e Férias dos reformados e trabalhadores da Função Pública, incluindo os funcionários do Banco de Portugal, é um roubo. E há quem pense que é também uma inconstitucionalidade.

Sem comentários:

Publicar um comentário